• portada

A final deste Certame reuniu mais de 200 estudantes hispano-lusos provenientes de Mogadouro, Camarzana de Tera, Riofrío de Aliste, Alcañices, Vinhais e Miranda do Douro no Auditório Municipal de Mogadouro.

A apresentação do Certame contou com a participação do Dr. Evaristo Neves, Coordenador Territorial do AECT Duero-Douro e Vice-Presidente da Câmara Municipal de Mogadouro, Drª Anabela Torrão, Vereadora da Câmara Municipal de Miranda do Douro e D. Francisco Martínez San Román, Alcalde de Camarzana de Tera.

Os alunos anfitriões do Jardim de Infância da Santa Casa receberam os restantes participantes com uma dança de boas-viondas seguida pela atuação teatral intitulada “Lengalenga do Cuco”.

Seguidamente, tiveram lugar a atuação das restantes escolas participantes com as seguintes obras:

-EB 1 de Miranda do Douro, " Las Trés Maçanicas D’ouro".

-CEIP Virgen de la Salud de Alcañices, “Imagina que Eres la Patita Fea”.

-CRA Riofrío de Aliste, "El Descubrimiento de América".

-Agrupamento de Escolas Afonso III de Vinhais, “A Qué Horas Passará o Autocarro?”.

-CEIP “El Tera” de Camarzana de Tera, “La Tienda de Juguetes”.

Entre uma obra e outra, de forma a amenizar o certame e a transmitir valores sociais de respeito, como o companheirismo, a igualdade de género e o trabalho em equipa, contámos com a participação do Grupo de Acróbatas “Be Free” da escola secundária de Vinhais.

Todos os alunos mostraram o grande esforço e dedicação que durante o decorrer do ano letivo destinaram a preparar as obras, mediante a ajuda imprescindível dos seus professores.

O almoço foi oferecido pela Câmara Municipal de Mogadouro, sendo um momento importante de encontro e relação entre alunos e professores.

Com esta atividade o Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial Duero-Douro pretende realçar o valor da cultura popular das nossas localidades vizinhas, através dos seus máximos protagonistas “os mais pequenos”, realçando que todos são vencedores pelo simples facto de participarem e darem a conhecer os seus talentos ano após ano.

Com base nestes valores, entregou-se a todos os participantes uma mochila com material educativo, para além de vários diplomas honoríficos onde se valorizaram os melhores dotes de originalidade, guião, representação, caracterização, interação com a público e atores na modalidade feminina e masculina.

O momento de comunicação da escola vencedora gerou grande expectativa entre os participantes. Foi Riofrío de Aliste quem levou para a sua escola o Vale-Presente que consistia num Baú com Instrumentos Musicais e Material de Caracterização.

Um dos objetivos deste programa, que no próximo ano letivo celebrará a sua Décima Edição, é dar a conhecer os costumes, tradições, história, língua e formas de vida do outro lado da fronteira.